We Are Social Mashup #19

por Jéssica Lima em Notícias

Engajamento nas mídias sociais é principal prioridade para o marketing digital.
Uma recente pesquisa sobre as tendências de marketing digital mostra que o engajamento nas mídias sociais é classificado como a principal prioridade para as empresas.


As mídias socias influenciam nas compras
A exposição das marcas e produtos nas mídias sociais, combinado com os formatos de propaganda online ajudam a aumentar a receita média.

O crescimento das Fan Pages no Facebook acelera – mas não correspondem a do Google+
Com base nos dados Socialbakers, só este mês o crescimento de fãs no Facebook, entre as 10 melhores fan pages aumentou para 4,3%.


No entanto, as páginas de marca no Google+ cresceram de maneira astronômica desde dezembro, alcançando 1400%. O recurso de páginas para marcas só foi introduzido há alguns meses. O relatório afirma que o número de pessoas que seguem as cem melhores marcas no Google+ cresceu de 22.000 para 3,1 milhões, sendo que o maior crescimento está nas top dez marcas.
As páginas de marcas do Google+ também cresceram mais rápido, quando comparado ao Twitter.

Microblogs tomam conta da China
Segundo a pesquisa, micro-blogging (usuários da Weibo) cresceu demais na China em 2011. Weibo é a rede social mais popular e com um crescimento mais rápido, depois de crescer 296% ano-a-ano.


É improvável que os números aumentem mais em 2012, devido ao procedimento que exige que os usuários revelam nomes reais durante o cadastro.

Facebook libera timeline para as marcas e outros novos recursos
Facebook irá introduzir a timeline para as marcas ainda neste mês, mas será um processo com várias etapas.

Além disso, o Facebook também lançou o recurso de conta verificada para determinados usuários – você não pode pedir a verificação, o Facebook vai escolher os usuários. Depois de verificado, os usuários podem mostrar um pseudônimo – por exemplo, Copacabana2202 – em vez de seu nome real.

Facebook ainda está testando novos tipos de histórias patrocinadas, baseadas  nas atividades dos usuários no Open Graph, como ‘ler’, ‘assistir’, ou ‘escutar’. Na versão de teste, outras pessoas além daquelas que criaram o app podem comprar os anúncios – agora fica a questão, por que alguém compraria?

Twitter apresenta plataforma de publicidade para pequenas empresas
O Twitter anunciou uma solução de publicidade que permite às pequenas empresas promoverem “tweetes promocionais” e assim, amplificar o alcance das suas mensagens. O Twitter realizou uma parceria com a American Express, para oferecer aos seus clientes uma amostra desse novo tipo de publicidade – os primeiros 10.000 usuários receberão $100 em publicidade gratuita.

Google+ enfrenta problemas demográficos
De acordo com um estudo, o público do Google+ é esmagadoramente jovem, do sexo masculino e solteiro – muitos são estudantes e apenas 30% dos usuários são do sexo feminino.

Para tentar mudar isso, o Google liberou algumas novas funcionalidades. Primeiro, eles adicionaram um barras de volume para o fluxo principal, assim os usuários podem controlar quantos posts “populares” podem aparecem em seu fluxo. Em segundo lugar, eles lançaram um novo aplicativo para o iOS com upload instantâneo.

Finalmente, eles adicionaram botões do Google+ no YouTube, agora é possível você promover sua perfil ou página dentro do canal. Com o Google Latitude leaderboard adicionado ao Google Maps, os usuários serão “premiados” ao realizarem check-ins. Não sei se esses novos recursos vão ajudar a acabar com o problema demográfico, acredito que o público do Google+ vai continuar sendo jovem, solteiro e do sexo masculino.

Facebook adiciona atividades do Pinterest
Na semana passada, o Facebook adicionou no feed de notícias e na barra de novidades as atividades dos seus amigos no Pinterest – é a primeira vez que eles promoveram uma rede social concorrente dentro do Facebook. Interessante.

Lançamento do novo canal do YouTube ajuda super usuários
YouTube lançou 96 novos canais em dezembro – mas não de marcas que cresceram sua base de usuários rapidamente, o YouTube lançou canais para os super usuários antigos da rede. Em outras palavras, as pessoas que fizeram tudo isso acontecer, bem antes do YT virar um sucesso absoluto.

Fiestagram – campanha da Ford no Instagram
Ford lançou uma campanha simples, pedindo às pessoas para enviarem fotos para o Instagram relacionada a diferentes tópicos e os resultados foram impressionantes. Ao longo de sete semanas, eles conseguiram mais de 16.000 uploads de fotos – tudo isso em uma rede social pequena e de nicho.

Facebook ajuda o “Celebrity Big Brother” conseguirem mais votos
O Canal 5 que é responsável pela transmissão do “Celebrity Big Brother” (da Inglaterra) – uma espécie de Big Brother inglês, lançou um aplicativo para Facebook, na qual os usuários podiam votar. De acordo com a o Canal, o aplicativo levou cerca de 30% dos votos do programa, quase 200.000 no total. Imagina se a Rede Globo faz o mesmo.

adidas Originals lança app para o Facebook
adidas Originals lançou um aplicativo, onde os usuários podem criar sua própria foto de capa para a sua timeline. Sensacional.

Hoteis.com lança app de “reserva social” no Facebook
Hoteis.com (da Inglaterra) criou um aplicativo inteligente para o Facebook que incentiva os usuários a fazerem uma reserva com os amigos juntos. O aplicativo ajuda os usuários a chegar a um consenso em que hotel eles devem ficar – perfeito para qualquer um que planeja viajar em grupo.

Wall Street Journal, conectou-se com Instagram e o Pinterest para a Semana de Moda
O jornal Wall Street Journal fez um bom trabalho em torno do New York Fashion Week, ele incentivou os repórter a tirarem fotos com os seus smartphones e publicá-los no Instagram. As melhores foram publicadas em uma conta principal do WSJ no Instagram, e também adicionado a um Pinboard do jornal na rede social Pinterest que gerou 900 seguidores durante a semana.

Este é claramente um uso inovador das novas redes sociais que estão em ascensão. Mas fique alerta, a rede Pinterest é limitada: é uma plataforma que está cheia de mulheres mais velhas. Ela não deve ser a mais indicada para uma campanha em torno do Fashion Week – e mesmo um jornal grande como o WSJ conseguiu apenas 900 seguidores. Cuidado com as expetativas em torno do Pinterest.

Diesel promove a campanha “Fit Your Attitude”
Diesel lançou um novo aplicativo para as suas consumidoras – elas respondem algumas perguntas baseadas em atitude e o aplicativo diz qual jeans elas devem comprar, baseado em recomendações sociais. Chega um momento em que as pessoas estão fazendo aplicativos para o bem delas mesmas. Este é o momento.

Obama usa hashtags como parte de sua campanha de reeleição
Estes dias, você raramente verá uma campanha bem sucedida centrada no uso de hashtag (#) – mas a campanha do presidente Obama, #40Dollars, mostrou que pode dar certo.

Nicolas Sarkozy entra no Twitter, e imediatamente é parodiado
O presidente francês, Nicolas Sarkozy criou uma conta no Twitter na semana passada em torno do lançamento de sua campanha à reeleição. Pouco depois, várias contas foram fechadas por parodiarem ele. O Twitter estava disposto a encerrar as contas que eram claramente uma paródia e isso é profundamente preocupante. Algo para se acompanhar.

Como a morte de Whitney quebrou no Twitter
O blog The Wall apontou que o Twitter deu a notícia da morte de Whitney Houston, antes da imprensa, um ponto ressaltado por este gráfico do Twitter:

Por que não receber os We Are Social por ou ?